Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

uma tentativa de justificação

Meu Deus. Só escrevo porcaria. Nem sei a que título escrevo o que escrevo. Apetece-me e pronto. Nem sempre escrevo o que agrada a toda a gente, mas é o que sinto. Noutras vezes, não é o que sinto, mas o leitor pode pensar que sim. Eu sou complexa, sou livre de pensar, escrever e falar, sou emocional, impulsiva e sinto tudo com demasiada urgência. Posso ser interpretada de modo errado, mas não estou, certamente, muito preocupada. As minhas sinceras desculpas.

há amores assim

   Há amores sem paixão. Não precisam de carícias íntimas, não geram ciúme e simplificam a vida de quem os sente; originam sorrisos q.b. e transformam dias maus em datas inesquecivelmente perfeitas. São tão reais quanto os restantes amores, mas partilhados de maneira diferente. Na sua base, está a cumplicidade, o respeito, as entrelinhas, as palavras que se calam e a confusão do dia-a-dia.


   São, estes, amores incompreendidos, pois as coisas mais simples são aquelas que se costumam complicar duplamente. Quem os sente, recusa-se a justificar qualquer mal-entendido, apesar de ter a noção de que a força de algo fora do comum tem tendência a tornar-se controversa.


   No entanto, tais sentimentos são capazes de mover montanhas e fazer Romeu e Julieta parecerem demasiado vulgares, sem passarem de grandes amizades, sem tirar nem pôr. São só amizades.


   … Ou é isso que parece.

Pág. 4/4