Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

13 factos VS. uma raspadinha, sff

Cheguei a uma altura da minha vida (sim, eu já chego a alturas da minha vida) em que já conquistei muita coisa. Exemplos:

  1. 95% de uma licenciatura - 17 valores de média
  2. consigo dar explicações a quatro crianças e ser copywriter em part-time enquanto estudo a tempo inteiro
  3. já tenho uma conta bancária onde cai algum dinheiro ganho como "fruto do meu esforço", mensalmente, desde os 18
  4. não preciso que a minha família me compre roupa, sapatos, guloseimas, me pague propinas ou viagens
  5. além do Português, sou fluente em Inglês e em Francês (pelo menos, nesta última, faço os possíveis) e vejo-me um dia a melhorar o meu A2 a Espanhol
  6. tenho carta de condução há 11 meses e ainda não tive/causei nenhum acidente (no máximo, só engarrafamentos)
  7. o meu plano para 2016/2017-2017/2018 é fazer dois mestrados ao mesmo tempo
  8. sou uma formadora certificada pelo IEFP
  9. já trabalhei num call center, estagiei num centro de estudos da FLUL e estou a acabar um estágio num colégio
  10. namoro há quase quatro anos com o mesmo jovem
  11. já tenho uma lista provisória de amigos para a vida
  12. já pensamos em casamentos e uniões
  13. já tenho umas ideias acerca do que quero tentar fazer até à reforma

 

No entanto, quando ontem fui reaver um prémio duma raspadinha e comprar outras duas, a empregada perguntou-me se eu já era maior de idade.

 

#obrigadagenesasiáticos #obrigadageneseuropeusdequalidade #aminhaavótem74anosepassapor60 #pareideneverlheceraos15

 

 

Queridos professores,

Venho, por este meio, solicitar que deixem os alunos escolher o estilo de citação nos seus trabalhos (Chicago, APA, MLA, Harvard... who the hell cares???), porque eles existem em número superior à quantidade de neurónios na minha cabeça às nove da noite.

E, já que estamos por aqui, vamos falar a sério. Parem, de uma vez por todas, com isso do "20 é para Deus, 19 é para o professor e 18 é para o Stephen Hawking". Por causa dessa brincadeira forreta, despenteiam-me a média. Que eu saiba, a avaliação possível vai de 0 a 20, não de 10 a 17. E não, 18 não é uma "nota boa", é uma nota real e ponto final, tal como o 19 e o 20 - que, já agora, também constam da minha pauta, graças a professores menos bota de elástico. #ficaadica

 

Saudações esquentadamente cordiais,

Beatriz

Das relações à distância (em regime temporário)

Long-Distance-Relationship-Meme-16.jpg

 

Em princípio, tanto eu quanto o Ricardo vamos passar o Verão, ou grande parte do Verão, no estrangeiro - isto é, em continentes diferentes, cada um no seu. Apesar de o plano dele já estar confirmado, da minha parte ainda aguardo uma resposta final do empregador. Ainda assim, a verdade é que eu estou mesmo com uma grande expectativa de ser aceite. Sei que preencho os requisitos e, pelo menos, a documentação, as três cartas de recomendação que pedi a professores meus e a carta de motivação que escrevi atestam que serei uma boa escolha.
Seja como for, expectativas à parte, já comecei a contar que talvez vá para fora a algumas pessoas do meu círculo de amigos e família. Como a duração do programa ainda é longo, ouço logo uma resposta:
- Coitado do Ricardo!

... com as seguintes variações:
- Coitado do Ricardo! O que é que ele vai fazer sem ti durante esse tempo todo?
- Coitado do Ricardo! Ele não se importa que vás estar fora?
- Coitado do Ricardo! O que é que ele diz sobre tu ires?

Obviamente, somos uma caixinha de surpresas e, em primeiro lugar, os surpreendidos ouvem logo um:
-