Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Foleirada time

Eu sempre achei a frase “não há pessoas perfeitas, mas ele/a é perfeito/a para mim” uma grandessíssima foleirice de primeira categoria. Porém, agora, sou obrigada a admitir que, nalguns casos, é bem capaz de ser verdade – pelo menos, é-o no meu, comprovando-o pessoalmente e sentindo na pele o que é ser, eu mesma, foleira. "Aiiii, é o amô!", já cantam os outros.

Realmente, não acredito, nem nunca acreditei, que houvesse alguém perto de alcançar a perfeição, vivo ou morto. Todos temos defeitos, por muito inteligentes, por muito bonitos, por muito simpáticos que sejamos – não podemos ser tudo ao mesmo tempo e simultaneamente para toda a gente. Afinal, enquanto indivíduos, cada um possui diferentes critérios de avaliação relativamente aos outros, de acordo com a sua própria personalidade.

Bem… por isso é que passei a dar o braço a torcer quanto ao facto de existirem pessoas feitas à nossa medida, ou perto disso. O que nos falta, elas têm; e, depois, ainda se partilham interesses, maneiras de estar e objectivos para o futuro, que contribuem para a (quase) inexistência de conflitos.

É assim que eu me sinto com o Ricardo: estável, apoiada, compreendida, (infinita e indescritivelmente) feliz, até ao vómito, e despreocupada. Oxalá vocês também sintam ou venham algum dia a sentir esta leveza!

Dito isto, sou corny o suficiente para declarar que encontrei a minha cara-metade, a minha alma gémea, os meus pontos nos is e o açúcar na minha fartura! Belhac, shame on me!

3 comentários

Comentar post