Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Javardalhoquices

Dedicado às mulheres da FLUL, sejam elas quem forem - alunas, professoras ou funcionárias


As mulheres são umas porcas.

Suas. Grandes. Badalhocas. Javardas.

JAVARDALHOCAS!

Não sou eu que o digo, é a própria casa-de-banho das ditas “senhoras”, que de senhoras não parecem ter nada, a julgar pelos pingos de chichi (entre outros tipos de pingos) nas bordas da sanita, e, ainda mais preocupante, NO CHÃO. Belhac, que nojeira, minhas caras, andarmos a patinhar em cima daquilo, que nojeira…

Para os homens mais descontextualizados, fiquem sabendo que a casa-de-banho feminina é um antro de porcaria. Se pensam que as mulheres, por serem mulheres, fadas do lar, maníacas das limpezas, também o são fora da sua casa, estão redondamente – quadradamente, se quiserem – enganados. Se acham que elas têm cuidado com os espaços públicos partilhados e respeitam as regras de higiene em nome da compreensão em relação à próxima, bem podem tirar o cavalinho da chuva, da urina e das fezes.

Eu sei, que raio de assunto que eu tinha de trazer à baila, que raio de palavreado, mas vocês tinham de saber, vocês e todo o mundo!

Estou farta de ter de gastar meio rolo de papel higiénico a forrar a tampa da sanita, estou farta de tentar desviar o olhar dos pensos todos ensanguentados que vocês não sabem enrolar e que deitam à matroca no caixote do lixo… aberto.

Porcas, porcas, porcas! Suas badalhocas, as vossas mães deviam ter vergonha das vossas atitudes. Ou elas também eram criminosas de casa-de-banho? Custa-vos muito, pelo menos, fingir que são muito asseadinhas, passar um papel pela vossa imundície e esperar que a aflita que se segue se admire com o vosso cuidado, ao deixarem tudo impecável? Olhem que o que está longe da vista está, frequentemente, longe do coração. O que nós não sabemos acerca da badalhoquice umas das outras não nos magoa, não é assim? Mesmo que continuemos a revestir todas as superfícies, só pela precaução, sempre vamos pensar “ah, finalmente alguém que soube utilizar uma casa-de-banho como deve ser”.

Sejam umas lindas meninas, vá. Quem vos avisa vossa amiga é e não quer as vossas infecções urinárias.


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.