Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

5 argumentos contra quem estuda no Natal (entre outros)

Ao longo destas duas últimas semanas de Natal e de Ano Novo, tenho-me admirado imenso com os queixumes que, de resto, são já muito frequentes e conhecidos de quem tenha amigos a estudar no ensino superior.
"Véspera de Natal, todos a desfrutarem e eu a estudar."
"Não percebo porque é que dizem que estamos de férias de Natal, se temos de estudar para os exames de Janeiro e fazer trabalhos."
"Todos a comerem que nem uns abutres, todos a irem para as festas e ver os foguetes, e eu aqui a ler Descartes."

 

Nº1 - caros amigos, não sei se sabem, mas quem corre por gosto não cansa e quem quer um canudo tem de malhar nos miolos;
Nº2 - a sério que já estão no terceiro ano da licenciatura e ainda não estão habituados a ter exames e trabalhos para entregar logo no início de Janeiro? Hummm, interessante...;
Nº3 - ser estudante do ensino superior é a melhor ocupação que há no mundo OU eu devo ter entrado no curso mais fácil de sempre para não sentir outra pressão que não a da minha procrastinação (tenho 4 exames e um trabalho para entregar nas próximas três semanas, e não fiz um rabinho de 18 de Dezembro até 3 de Janeiro, abençoadas férias!!!);
Nº4 - aprendam a organizar-se, tirem um curso em e-learning de gestão do tempo, mas não me venham dizer que tiveram MESMO de estudar nos dias de Natal e de Ano Novo;
Nº5 - ainda que tenham de suar as estopinhas de Setembro a Junho, ainda que sejam alunos de Medicina ou de Engenharias, lembrem-se que os alunos do ensino superior devem ser os únicos seres humanos em Portugal a ter direito a (pelo menos) dois meses de férias, interregnos de Natal, Carnaval e Páscoa, todos os feriados e todos os fins-de-semana por sua conta. Daqui a uns anos, hão-de chorar muito, quando só tiverem direito a 22 dias úteis de férias e trabalharem das 9h às 17h30, ou por turnos e escalas, até aos 65 anos.

 

Digam lá que esta não é uma vida loka??!

2 comentários

  • Imagem de perfil

    BeatrizCM 05.01.2016 22:10

    Ainda bem que existe alguém que concorda comigo e tem um excelente exemplo a partilhar! Bom trabalho :)
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.