Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Famílias confusas, crianças "confundidas"


Vou tentar ser breve e clara: fico contente por, finalmente, a mentalidade retrógrada da sociedade portuguesa estar a dar mostras de uma ligeira desretrogradização, mas continuo a achar que a aprovação da coadopcão por casais homossexuais ainda revela muito trabalho pela frente, muito debate, muita polémica, enfim, muito título de jornal e ruidosas manifestações pela igualdade.
A meu ver, a coadopção das crianças só as vai "confundir" desnecessariamente. Com que então, têm uma mãe e dois pais, ou um pai e duas mães? Não acham mais simples darem-lhes somente dois pais ou duas mães, um núcleo familiar bastante mais sólido? Nem os cartões de cidadão têm espaço para o nome de tanta gente! Ou, piadas à parte, por que é que a criança há-de estar registada e identificada tendo como pai/mãe uma pessoa que acaba por lhe ser desconhecida, quando deviam era constar apenas os nomes daqueles que a amam realmente e que a estão a criar como sendo do seu sangue? Deixo a questão em aberto.