Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Famílias confusas, crianças "confundidas"

"Está aprovada a lei que permite a coadoção por casais do mesmo sexo. Os homossexuais podem agora coadotar os filhos adotivos ou biológicos da pessoa com quem estão casados ou com quem vivem em união de facto."

Vou tentar ser breve e clara: fico contente por, finalmente, a mentalidade retrógrada da sociedade portuguesa estar a dar mostras de uma ligeira desretrogradização, mas continuo a achar que a aprovação da coadopcão por casais homossexuais ainda revela muito trabalho pela frente, muito debate, muita polémica, enfim, muito título de jornal e ruidosas manifestações pela igualdade.
A meu ver, a coadopção das crianças só as vai "confundir" desnecessariamente. Com que então, têm uma mãe e dois pais, ou um pai e duas mães? Não acham mais simples darem-lhes somente dois pais ou duas mães, um núcleo familiar bastante mais sólido? Nem os cartões de cidadão têm espaço para o nome de tanta gente! Ou, piadas à parte, por que é que a criança há-de estar registada e identificada tendo como pai/mãe uma pessoa que acaba por lhe ser desconhecida, quando deviam era constar apenas os nomes daqueles que a amam realmente e que a estão a criar como sendo do seu sangue? Deixo a questão em aberto.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.