Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Bobak Ferdowsi - com ele, até passava a gostar de Matemática e de Física e dessas cenas todas

Brincadeiras à parte, que eu sou uma rapariga séria e comprometida, acho muito bem que haja alguém da NASA a promover a ciência de maneira fresca para os jovens. Os rapazes hão-de curtir deste tipo super inteligente, mas com ar de ser um super bro e as raparigas hão-de adorar os seus lindos olhos, se é que me entendem. De qualquer maneira, Bobak Ferdowski, de 34 anos, de origem persa, apresenta-se como um cientista bacano, com um cabelo minimamente original e a que se deve grande parte desta mediatização em sua volta, senão toda.

 

Tem o estilo perfeito, a cara perfeita e o cérebro perfeito. Se passássemos por ele na rua, nunca imaginaríamos que trabalha em missões especiais da NASA. Talvez o imaginássemos surfista, cantor, tatuador, mecânico, mas pouco provavelmente cientista, isto porque estamos formatados para pensarmos que as pessoas "sérias" vestem fato e gravata, têm um corte de cabelo enfadonho e usam sapatinhos de vela.

Deste modo, fico feliz por constatar que, a pouco e pouco, a sociedade está a evoluir e abrir caminho para a diversidade e originalidade. Que os marrões não usam todos óculos, que nem toda a gente que usa óculos é marrona. Que o pessoal que vem do Médio Oriente não é todo extremista religioso e terrorista. Que a ciência é fixe e que a investigação científica está na moda. Que é possível sermos bem sucedidos desde cedo. Assim já gosto!

 

Bobak Ferdowsi esteve esta semana no Porto, nomeadamente na Faculdade de Ciências, e arrasou com salas cheias!

8 comentários

Comentar post