Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Constipação: um conto

Era uma vez (e agora viria uma vírgula, não sei porquê, nunca percebi) uma menina chamada Beatriz. Ela tinha (e tem) um namorado chamado Ricardo, um fofinho de primeira. Ah, e a Beatriz também tem uma (futura) sogra, de quem gosta muito, já agora.

A sogra da Beatriz é uma excelente mãe, por isso é óbvio que dá muitos miminhos aos filhos, o que, por sua vez, os tornou igualmente ou ainda mais extremosos para com as pessoas que os rodeiam. No caso do Ricardo, isso revela-se na sua relação com a Beatriz (yey!).

Os problemas começaram a surgir quando a sogra da Beatriz ficou constipada. Um miminho ali e outro aqui, pegou a maldita aos filhos, principalmente ao mais velho, que começou logo a sentir os efeitos catastróficos de um nariz entupido e brônquios congestionados com muita porcaria.

No entanto, sendo o Ricardo um namorado de primeira categoria, nunca, jamais deixaria de dar beijinhos à Beatriz, nem que fosse o fim do mundo - principalmente nessa situação.

Tudo isto para dizer que estou constipada desde Domingo, sem perspectivas de melhoras. Eu sabia que as relações nora-sogra têm de ser complicadas, der por onde der, mas nada deixava prever este desfecho de contágio bacteriano, microbiano, whatever!

 

AAAAH, não tenho sabor, não tenho cheiro, tenho o nariz entupido há três dias, dói-me o corpo, dói-me a cabeça e dói-me a alma!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.