Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Crítica e elogio aos bons costumes na Internet

Não será novidade nenhuma dizer que a Internet, em particular a blogosfera, está cheia de línguas de cobra (ou dedos de cobra que insistem em matraquear virtualmente). São principalmente os blogues mais conhecidos – como, por exemplo, A Pipoca Mais Doce e A Maçã de Eva – o maior alvo de comentários trocistas, inoportunos e maldosos, seja porque a dona ou dono do blogue tem acesso a produtos de grandes marcas a que o típico indivíduo da classe média portuguesa não tem, seja porque mostra fotografias das suas férias em destinos extremamente cobiçados e até invejados, seja porque planeia festas lindas e maravilhosas para os filhos, seja porque… se limita a dar sinais de vida.

De vez em quando, ponho-me a ler as caixas de comentários desses blogues. É como um guilty pleasure, por isso não me julguem. Eu até posso usar a desculpa de que simplesmente aprecio observar estes seres humanos no seu habitat natural, no meio em que se sentem mais confortáveis, porque sou uma estudante muito aplicada de comunicação e cultura (ah ah ah!). E, como se não bastasse, fico sempre bastante admirada com a indecência que esta gente tem, fico mesmo surpreendida com o que escreve e com o quão mesquinha consegue ser. Eu sei, eu sei que a mediocridade de espírito não conhece limites, mas será demasiado querer continuar a acreditar no bom senso? Será que ele pode continuar a existir? Será que podemos apostar nele, para que possa invadir toda e qualquer mente que precise duma valente dose desta substância?

Felizmente – e pode ser mera impressão minha – tenho notado que as gerações mais novas não são tão amargas nos seus comentários por essa Internet fora, mesmo nas redes sociais. Raramente leio comentários de alguém com menos de 25 anos a desfazer no que outra pessoa publica. Por norma, a maioria parece-me bastante simpática nas suas intervenções. No que toca à minha experiência pessoal, neste blogue em particular, só senti a minha face colocada em causa uma ou duas vezes, em três anos, e os comentários que me deixaram desconfortável nem sequer foram graves, apenas desagradáveis nas entrelinhas.

Caríssimos amigos e/ou leitores, dito isto, de hoje em diante, façam por manter a Internet um não-sítio pacífico e em que possamos coexistir sem sermos mauzinhos uns para os outros. Boa índole puxa boa índole, boa conduta atrai boa conduta, bom carácter chama bom carácter. Então, sejamos todos melhores cidadãos e utilizadores no mundo virtual! Shall we?

4 comentários

Comentar post