Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

GUILTY!

Acreditem que já fui acusada de muita treta na minha vida. Tanta treta, umas vezes de forma justa, outras nem tanto. Já fui acusada de ser má amiga, má namorada, má filha, de ser demasiado ambiciosa, de não ter escrúpulos, de só pensar em mim, de só pensar nos outros, de fazer escolhas menos felizes na minha vida, de fazer escolhas exageradamente felizes, de me dar com as pessoas erradas, de só me querer dar com as pessoas certas... A lista poderia continuar.

No entanto, o que é a vida humana sem um pouco de novidade de vez em quando? Parece que o meu novo crime é, passo a citar, e vá de traduzir de inglês para português, "pensar nas coisas demasiado literalmente, pensar com as emoções".

20xa0f.jpg

 

É, é crime agora, ter emoções, pensar com as emoções. Desabar em frente de pessoas em quem, inicialmente, confiamos. Deitar cá para fora o que nos vai na alma, antes que a tampa nos salte. Ter saudades da família e bufar com os problemas no trabalho. Celebrar efusivamente quando algo positivo acontece. Dizer aos outros o quanto gostamos deles. Partilhar as alegrias e as frustrações, partilhar um pouco acerca de quem somos e do que nos rodeia. Precisar de partilhar palavras de encorajamento aqui e ali, sobre isto e aquilo. Enfim, ser-se humano e não robótico. Acusa-me essa pessoa, que nem fala da profissão dos pais, porque "são coisas privadas" e que falar desses assuntos "é conversa de raparigas".

 

Há quem diga que é o choque cultural. Há quem diga que é choque de personalidades. Ou o choque dos sexos. Eu acho que é parvoíce e desculpas. Desculpas...! E gente reprimida com quem eu me decido relacionar, declaro-me culpada! 😂

1 comentário

Comentar post