Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Há sempre!

Em quase todas as cadeiras que tive na faculdade, há sempre uma ou outra gaja (sim, gaja) que se arma em esperta. Estas marias-sabem-tudo têm mais de 40 anos, são de preferência "reformadas" (ah ah ah, só se for dos "altos cargos da política", se é que me entendem), frequentam as aulas em regime de inscrição livre e pensam que são superiores aos reles jovens menores de 30. Torcem o nariz ao que nós dizemos, ainda que os professores nos dêem razão, porque nós estamos sempre errados ou longe de atingir o patamar delas. Por isso, passam as aulas a mandar bitaites e a dar-lhes graxa. Sempre a interromperem os outros. São uns narizes no ar. Irrita-me a sua petulância, insensatez e desfaçatez, os olhares de condescendência próprios de criaturas infelizes e frustradas de meia-idade. Ainda não perceberam que, dentro duma sala de aula, somos todos iguais, quer tenhamos vinte ou oitenta anos. Que o professor nos vai tratar da mesma maneira e que os critérios de avaliação são universalmente aplicados. Daqui se conclui que a idade não traz obrigatoriamente sabedoria. Às vezes, é mais o contrário.

 

(Isto tudo para vos contar que hoje, na primeira aula de Cultura Renascentista, uma dessas "senhoras" nos perguntou, a mim e a algumas colegas, para quem é que aquela aula era apropriada. Respondemos-lhe que a maioria dos alunos vem de Ciências da Cultura, apesar de haver pessoas doutros cursos interessadas no tema. E ela a insistir "então, mas isto não é mais História?". E nós, "sim, mais ou menos, mas CULTURA Renascentista não é uma cadeira do curso de História, mas sim de CULTURA". Mesmo assim, não ficou satisfeita e continuou a achar que nós é que éramos as alucinadas.)

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.