Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades. E livros.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades. E livros.

Há sempre dez coisas sobre as duas pessoas (uma lista absolutamente aleatória, mas verídica)

1. Há sempre uma pessoa que dorme 6 horas (por exemplo, entre a uma e as sete da manhã) e fica fresca, pronta para conquistar o mundo logo de manhã. Infelizmente, eu sou a outra pessoa, a que precisa de dormir um mínimo de sete e que, ainda por cima, tem o sono leve.

 

2. Há sempre uma pessoa que acaba por ficar com a responsabilidade de limpar a areia do gato, e depois há a outra, que não sou eu. Sim, era eu quem limpava chichis e cocós do gato e da cadela, mas, enquanto escrevia este texto, acabei por assistir com alegria a uma mudança na distribuição da tarefa, a chegar aos 50/50. Reivindiquei os meus direitos, e fui compreendida. 💙

 

3. Há sempre uma pessoa que tem cuidado com tudo. Atenta aos pormenores, atenta à duração de todos os objectos a longo prazo, e depois há a outra. Juro que estou a aprender a melhorar o meu lado mais laissez-faire e a zelar pelos meus pertences. No entanto, lamento, mas o frigorífico vai ter uma lista magnética para as compras e tarefas. Com certeza não será por isso que a superfície vai ficar riscada!

 

4. Há sempre uma pessoa que presta atenção à decoração, que gosta de viver num espaço agradável e confortável e que compra flores, pauzinhos de ambientador e molduras para fotos. A outra desfruta e surpreende-se quando, ao fim de uma semana, descobre que tem um pátio com estética millennial repleto de suculentas, ou armações de vasos a pender dos varandins.

 

5. Há sempre uma pessoa que mantém tudo anotado em ficheiros Excel. Ainda bem, porque a outra é mais dos post-its e das listas no frigorífico. Pode ser um trabalho de organização em equipa!

 

6. Há sempre uma pessoa que gosta de estar em casa, no seu cantinho, a ouvir a sua música, sem se ralar com o resto do mundo. Isto exaspera a outra pessoa, que lá vai perguntando "tens falado com os teus amigos?", ou "vamos um bocadinho à esplanada arejar as ideias?", ou ainda "quando vamos ver um filme/visitar sítio X/apanhar ar?".

 

7. Há sempre uma pessoa sonhadora, criativa, orgulhosa do seu pensamento divergente, e outra com os pés bem assentes na terra, pragmática, matemática. Em certos momentos, estas diferenças podem desestabilizar o entendimento, mas normalmente criam um equilíbrio saudável a manter, porque nem tanto ao mar nem tanto à terra, nem tanto às nuvens nem tanto ao solo.

 

8. Há sempre uma pessoa que se encontra mais desanimada e ansiosa do que a outra, que precisa de validação e consolo, que pede atenção seja em carinho ou em actos práticos. E essa pessoa pode ser uma ou outra, consoante as necessidades pessoais, profissionais, sociais... Há sempre pessoas, tal como há sempre fases.

 

9. Há sempre uma pessoa que não descarta o seu chocolatinho, que gosta demasiado de batatas fritas, que não passa uma semana inteira sem pão e seria capaz de comer dois bolos por dia sem ganhar uma grama, tendo sido abençoado por um metabolismo eficiente como na adolescência (obrigada, universo, por esta lotaria genética). Há sempre a outra pessoa, que lá vai convencendo a primeira dos benefícios de comer mais verduras, menos gorduras e encontrar a doçura além do açúcar.

 

10. Há sempre uma pessoa que repara nas semelhanças e nas diferenças, que lhes acha piada, que as vai anotando. E a outra, que provavelmente nunca vai ler isto, mesmo sabendo que talvez exista uma lista do género, algures num caderno, algures num blog.