Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

O 69 unilateral que esta sociedade nos faz

Não, não foi piada, pois tive realmente de pagar 69€ do que chamam "multa" por ter trocado uma cadeira de 2º semestre por outra, na semana passada. Uma vez que cheguei ao fim deste semestre e me apercebi que iria dar praticamente os mesmos conteúdos a Pragmática que já estudei em Análise do Discurso e Linguagem e Comunicação, concluí que seria mais útil trocar a minha cadeira opcional para um campo de estudo mais ligado ao meu curso, na área da Cultura, História ou Literatura. Depois de estudar os programas de algumas cadeiras interessantes e compatíveis com o meu horário, escolhi História, Memória e Literatura. Cheira-me que vou a adorar e sei que o professor tem uma boa reputação entre os alunos. Além disso, vou estudar em particular os séculos XVIII e XIX, que são provavelmente a época menos estudada nas minhas cadeiras obrigatórias.

Mas interesses académicos à parte, 69€ é um valor demasiado elevado para uma simples troca de cadeiras. Só tive de preenher um formulário, entregar na secretaria e a senhora que me atendeu demorou menos de 2 minutos a actualizar os dados na minha conta de aluno. UAU, 69€ por 5 minutos do meu tempo e 2 minutos do tempo do serviço de secretariado, mais 1 minuto gasto a pagar a coisa na tesouraria.

E depois acham que o ensino superior é acessível a todos. Sim, sem dúvida - a TODOS AQUELES QUE TENHAM A SORTE DE TER UM TRABALHO PARA CONCILIAR COM OS ESTUDOS OU CUJOS PAIS POSSAM DISPENSAR O DINHEIRINHO. Aaaah, e tal, somos uns ingratos, pois somos, cambada de preguiçosos.

E quem não tem a possibilidade de seguir para o ensino superior fica a chupar no dedinho, porque com o 12º também não se vai assim tão longe.

Ou estudamos, ou estudamos. E ou pagamos, ou pagamos. 

Basicamente, pagamos para viver com dignidade. Se dispensarmos a parte da dignidade, basta juntarmo-nos àquelas associações de apoio aos sem-abrigo e aos pobrezinhos, onde as tiazocas e os maridos são voluntários e para onde levam os filhos. Sim, porque hoje ouvi um menininho (aspas, pouco mais novo do que eu) dizer no telejornal, acerca dos sem-abrigo, "estas pessoas também merecem comer". Eh pá, em vez de ensinarem os filhos a dar esmola, ensinem os filhos a dar emprego às pessoas, caramba, que eles vão ser os próximos Jotas e ainda acabam como um Passos Coelho que eu conheço, e outros tantos.

Desculpem lá este desabafo, mas a conta do veterinário por causa da minha gata já passou a barreira dos 100€ em 24 horas e, se ela não melhorar até amanhã, há-de ascender perigosamente aos 175€.

'Tá complicado, 'tá.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.