Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

a ilusão da cinderela

   Foste um possível imprevisto dentro das remotas impossibilidades que eu julgava improváveis de acontecerem. Tiraste-me o chão, deste-me o céu e eu perdi-me. Levantei a cabeça, ergui o coração, ofereci a alma e deitei fora os medos. Não tive receio, enlouqueci, continuo louca, entristecida. Escrevo, escrevo, escrevo. Não sei onde páro. Não sei quando assentar. Não sei decidir.


   Reavi o que perdera. Foi árduo, foi cruel, foi difícil, quando pararia, quando pararia? Pensei ver o fim, mas era só o virar da página - próximo capítulo. Gritei.


   E chorei e recolhi-me num passado anterior, remotamente alcançável, onde não repousava arrependimento, onde a tristeza não chegava e onde ainda sonhava com príncipes encantados. Mas o encanto desvaneceu. A Cinderela rasgou o vestido, enterrou os sapatos na lama e o cabelo voou ao vento. A tiara rachou.


   Acordei da ilusão e desiludi-me. Rompi num pranto de quebrar a alma, discuti com o Diabo e fiz as pazes com Deus. Estava errada, estava errada - quantas vezes não o estivera?


   Tenho saudades do risco que implicava amar sem princípios, de amar imoral e constantemente, permanentemente com o coração nas mãos e as mãos no coração... dele.