Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

A percentagem de abstenção nestas eleições legislativas causa-me vergonha alheia

Com quase todos os votos nacionais apurados, quase metade dos resultados corresponde à abstenção.
Sinto vergonha alheia.

É está a democracia que querem? A mudança? A concretização dos grandiosos ideais de Abril? É assim que pretendem dar um futuro mais promissor às gerações vindouras?

Para aqueles que não se abstiveram: não merecemos palmas, assumimos apenas o óbvio, a nossa cidadania, e tivemos algo a expressar. E expressámo-lo.

Para aqueles que preferiram a asquerosa procrastinação do direito (e dever!) de eleger os seus representantes durante os próximos quatro anos: de vez em quando, procrastinar também é viver, mas viver não é só procrastinar. Viver é ter acção, acima de tudo. Falharam em grande. Aproveitem a duração da proxima legislatura para ganharem juízo e consciência cívica.

Por que é que eu faço sempre questão de ir votar?

Como muito se costuma dizer, votar é um direito, mas também é um dever dos cidadãos. Logo por causa disso, todos nós, que já temos idade para o fazer, devíamos dar-nos ao trabalho de levantar o rabo da cama ou do sofá e enfrentar a urna, nem que seja só por descarga de consciência. Já agora, como sabemos que, infelizmente, neste país existem muitas falcatruas, marcar presença na mesa de voto também é uma garantia de que o nosso nome é riscado dos cadernos eleitorais e que somos nós que decidimos o rumo do nosso [X], para que MAIS NINGUÉM possa tomar-nos o lugar, para nos assegurarmos de que não usam a nossa abstinência para a tornarem num [X] que não fomos nós que lá metemos - mesmo que, no final, tornemos o nosso voto inválido, continuando a não interferir nas estatísticas.

A ciência da trivialidade

Os telejornais da televisão portuguesa já são suficientemente maus num dia normal, em que se pode falar da so called política que neste país se pratica, mas, no dia de reflexão antes das eleições... a produção de conteúdos acerca das compotas da Ti Marília e do cão do vizinho Chico (entre outros) ganha uma outra dimensão, muito, muito mais avançada, como que elevada à categoria de ciência!