Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

não sei se a amostra da experiência é grande o suficiente, mas...

... a Cara de Panqueca costumava gostar muito dos One Direction. Certo dia, começou a namorar e a coisa passou-lhe. Será que esta lei mui pouco científica se aplica ao resto do mundo? Será que, afinal, do que as intituladas directioners precisam é de um sujeito palpável em quem possam depositar as suas energias quotidianas? Alguém se disponibiliza para verificar a minha teoria?

não sei se a amostra da experiência é grande o suficiente, mas...

... a Cara de Panqueca costumava gostar muito dos One Direction. Certo dia, começou a namorar e a coisa passou-lhe. Será que esta lei mui pouco científica se aplica ao resto do mundo? Será que, afinal, do que as intituladas directioners precisam é de um sujeito palpável em quem possam depositar as suas energias quotidianas? Alguém se disponibiliza para verificar a minha teoria?

"someday, i will be strong enough to lift not one but both of us"


Adoro músicas com mensagens fortes. Esta transmite companheirismo, paz, amor, amizade, solidariedade para com o próximo. Em suma, podemos relacionar esta canção (linda, linda!) com diferentes pessoas da nossa vida. A mim, faz-me lembrar a minha melhor amiga. Sempre nos apoiámos bastante a nível emocional, apesar de não vivermos muito perto uma da outra e de só nos encontrarmos de vez em quando. Ainda assim, temo-nos mantido unidas e é isto que espero poder sempre repetir-lhe, tal como ouvir de volta: um dia, serei forte o suficiente para carregar não só uma de nós, mas ambas.

aniversários

   Eu gosto de aniversários e tudo o que vem incluído no pacote da comemoração. Adoro o meu, gosto dos dos outros. Não acho que seja obrigatório oferecer-se presentes caros e vistosos, porque o que conta é a intenção e a companhia. Prefiro que me ofereçam uma flor, em vez de um mono sem utilidade ou significado que lhes tenha custado os olhos da cara mais o couro cabeludo. Prefiro oferecer uma carta escrita por mim, à mão, com caneta BIC e folha de papel simples, do que ser obrigada a mostrar o meu apreço através de uma prenda que ainda correria o risco de, mais tarde, ir parar ao caixote do lixo ou, pior, estar condenada à eterna existência por mero sentimentalismo. Gosto dos aniversários porque, por norma, costuma haver uma festa ou momentos de convívio em que se juntam amigos, família, vizinhos, caras novas e outras antigas. Há sempre alguém com uma máquina fotográfica a postos (eu), pronto a imortalizar esses belos momentos de confraternização.


   Quando eu faço anos, a minha avó faz os bolos que eu quiser, organiza a festa que eu quiser, com quem eu quiser. Quando os meus amigos fazem anos, mando-lhes mensagens queridas de felicitação à meia-noite em ponto e tento ser sempre o mais original possível a escrevê-las. Quando alguém da minha família faz anos, faço um bolo ou ajudo na cozinha.


   Hoje, a Inês faz anos. Nunca sei o que hei-de lhe oferecer. Desta vez, soube. É segredo. A minha avó fez-lhe uma torta de chocolate, mas isso já é quase tradição. Hoje, a Inês faz anos. Não poderia deixar passar o aniversário da minha melhor amiga sem o vir cá comunicar!

sobre o namorado da minha melhor amiga

Eu não o detesto. Na verdade, até gosto (mais ou menos) dele. O rapaz é simpático, excepto quando me cumprimenta e diz que eu é que lhe dou os dois beijinhos com muita força, quase partindo-lhe a cara - juro que não faço por isso. Só não gosto dele nas alturas em que sinto que estou, visivelmente, a mais, quando nos encontramos os dois na companhia da nossa mais-que-tudo. Torna-se desconfortável. Se calhar, ele nem sequer tem muita culpa disso; eu é que preciso de alguém em quem a colocar. Não é que o ache má pessoa, até pelo contrário. O meu maior problema é, sinceramente, ele ter dito que as sandálias que eu tinha calçadas hoje eram feias. NÃO ERAM FEIAS COISA NENHUMA, 'TÁ?!

ao namorado da minha melhor amiga

Caro Dito Cujo,


 


   Melhores amigas que se prezem adormecem abraçadas e tomam banho juntas. Espero que esse mal-entendido sobre a minha orientação sexual tenha ficado esclarecido, até porque, deste modo, a tua namorada seria tão virada quanto eu. Asseguro-te de que as nossas intimidades são absolutamente normais! Pergunta a quem quiseres. Todas as melhores amigas têm este tipo de comportamento umas com as outras, por muita confusão que tal cause ao sexo masculino.


   Portanto, quero também dizer-te que as maminhas da Inês não me excitam, muito menos o seu rabinho, que, apesar de bastante agradável, não satisfaz particularmente os meus gostos traseirais. O mesmo se passa com o aroma corporal dela, que apenas me faz lembrar a infância que passámos juntas e o quão confortável é tê-la por perto, uma vez que mal lhe ponho a vista em cima. Podes ficar com todos esses atributos para ti, sem ressentimento da minha parte. Sou menina de gostos mais testosterónicos, pelo que a fragilidade e feminilidade da minha melhor amiga não me atraem lá grande coisa.


   Obrigada por fazeres a menina das nossas vidas sorrir um pouco mais todos os dias. Só por causa disso, também já gosto muito de ti. Kinda. Vê se me dás uns sobrinhos bonitos, já agora, porque eu cá não os quero a herdar maus genes.


 


Felicidades e que os referidos atributos da Inês te tragam muita alegria,


Beatriz