Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Beatriz ♥ Newcastle #4 - última semana de aulas + Edimburgo no fim-de-semana

 

 

No topo do new castle que deu nome à cidade.
A vista de lá de cima para Gateshead, na outra margem do rio Tyne.
Portuguese National Night!!!
"Última Ceia" no jantar de encerramento do curso. Molho de barbecue (aka BBQ) aos montes num cozido? Check. Se gostei? Nem de perto, nem de longe.
Fringe Festival em Edimburgo, um grande acontecimento cultural na capital da Escócia. Milhares de pessoas nas intransitáveis ruas da cidade!
Durante The Potter Trail, uma visita guiada pelos pontos de Edimburgo que inspiraram a J. K. Rowling enquanto escrevia a saga: o túmulo de um tal de "Thomas Riddell" e da sua família - um entre tantos outros cujo nome foi reinventado e aproveitado pela autora para as suas personagens. Esta foi uma visita guiada totalmente gratuita e a guia, uma rapariga pouco mais velha do que eu, era um amor de pessoa. Não paguei, mas contribuí para o saco das gorjetas. Potterhead approved!
Palace of Holyroodhouse: a modesta casa de férias da rainha. Terrível...
... como podem comprovar pela minha expressão de horror e desdém, no meio de um dos jardins mais feios onde já pus os pés.
E pronto, comida indiana como último jantar em Newcastle, depois de voltar de Edimburgo, com o resto das colegas e dos professores portugueses. Depois duma quinzena gastronomicamente exasperante (se algum dia forem a Inglaterra, preparem-se para NÃO encontrarem carne ou peixe fresco, só comida processada e/ou congelada), optei pelo tipo de cozinha mais próximo da portuguesa - a indiana, como observou o meu pai, ao ouvir o meu relato - com uma Chicken Tikka Masala para lá de boa, apesar de picante.
***
Quanto ao regresso - como há sempre uma surpresa reservada por cada viagem que se faça -, esse já foi atribulado q.b., com o autocarro a morrer no meio da auto-estrada, a mais duma hora de distância de Manchester. Tuga que é tuga desenrasca-se, mas, em terras de Sua Majestade, tal verbo é desconhecido e, mais do que isso, impensável. Após uma hora desperdiçada em que ficámos apenas estacionadas na berma e a suplicar por um táxi ou qualquer outra alternativa que nos pudesse levar ao aeroporto de Manchester a tempo do vôo, lá chegou outro autocarro que - IMAGINE-SE - seguia para o centro de Manchester. Quem quisesse ir para o aeroporto (na periferia da cidade), que pedisse ajuda na estação de autocarros, quando lá chegasse. Escusado será dizer que tudo o que era português (nós as 5) se encontrava já à beira dum ataque de nervos, com a falta de jeito para dos ingleses para se desembrulharem de situações complicadas e sob pressão. Já na Manchester Coach Station, depois de nos prometerem um táxi que não tinha maneira de vir, valeu-nos um taxista que pagámos por nossa conta e risco, um tipo que não me lembro se era indiano ou doutra nacionalidade asiática. Lembro-me apenas que, muito graças a ele, chegámos a tempo do fecho do check-in e de recuperarmos o fôlego de 4 horas de stress e 10 minutos de corrida até chegarmos ao sítio certo no terminal.
Enfim, adoro as peripécias duma boa viagem e esta foi, no mínimo, engraçada. Cansativa... mas engraçada! Guardarei óptimas recordações da minha primeira aventura by my own.
(Nota: só é pena que as minhas publicações estejam a sair-me todas esteticamente desconfiguradas. Desculpem lá qualquer coisinha.)

Blogue em modo de procrastinação

Entre publicações que gravei como rascunhos e que se evaporaram com o ar fresco deste Verão, ressaca de computador com grande aversão a tal dispositivo e mais 8 livros adquiridos em Inglaterra à espera para serem apreciados, sinto que este blogue tem sido justamente negligenciado em nome da causa que defende: pura procrastinação.

No entanto, prometo para breve as fotografias da última semana em terras de Sua Majestade, assim como as devidas actualizações no Procrastinar Também é Ler - nem que seja porque tem sido o meu mantra nos últimos dias, felizmente!

Beatriz ♥ Newcastle #3 - EU FUI A HOGWARTS!

Alguns dos momentos do último Sábado, em Alnwick, a uma hora de Newcastle...

 

 

Este lugar é-vos familiar? Contextualização aqui. Oh, oh...!

 

 

Detesto a minha vida.

 

 

Chovia muito.

 

 

Livraria Barter Books - novidades no Procrastinar Também é Ler para breve.

 

 

Visto na casa-de-banho da Barter Books.

 

 

Nota: não sei o que se passa com as minhas fotos, mas todas elas desconfiguram de tamanho depois da publicação. Ai, ai.

Beatriz ♥ Newcastle #2 - primeira semana de aulas

 

Portugal e Eslovénia atravessando a rua para as aulas.

 

 

Apenas mais um après-weekend.

 

 

Aqui se estuda!

 

 8

Visita guiada à biblioteca Lit&Phil (onde também se estuda, claro).

 

O tempo escasseia para longas descrições acerca da minha vida em Newcastle, mas aqui vos deixo alguns pontos-chave: vou às aulas das 8h45 às 16h, com intervalo para almoçar no pub/restaurante Wetherspoon, mesmo em frente da Lit&Phil, e depois há sempre actividades à tarde ou à noite, para conhecer a cidade ou para estar com os colegas e conhecer os países de onde vêm (nas National Nights). O único rapaz português teve de voltar para Portugal, mas cá ficaram as 4 miúdas, que limpam e cozinham elas mesmas e que não sabem como é que o restante pessoal faz tanta noitada com festa e se vai aguentando nas aulas. Raramente os vejo comer, mas há sempre bebidas no frigorífico e nas mãos deles. Tive de mudar a minha comida para a cozinha da minha colega Raquel, que quase ninguém usa, porque a minha cheira sempre a homem morto (e a cerveja). A sala de estar do meu apartamento também costuma estar um nojo. É o maior de todos (8 quartos), e fica no piso térreo, daí ser também o mais agitado. Prefiro subir dois andares íngremes do que não conseguir cozinhar e conviver à vontade quando me apetece. A maioria dos meus colegas doutras nacionalidades deve pensar que nós, portuguesas, somos um pouco loucas, mas já aconteceu dois dias seguidos terem entrado na cozinha quando eu estava somente a ferver esparguete em água com sal e dizerem logo que cheirava muito bem. Gostava de saber o que come esta gente.

Estilos de vida à parte, são bastante simpáticos.

Também já consegui encontrar Geordies de gema - em particular as empregadas da Primark.

Newcastle upon Tyne

 

 

 

 

Vim só dizer que fui um dos seis participantes seleccionados da minha faculdade para participar no programa intensivo Erasmus "Cultural Landscapes", durante a última semana de Julho e a primeira de Agosto, em Newcastle upon Tyne, no Norte de Inglaterra. Já soube mais ou menos da notícia há quase duas semanas, mas só agora tenho mesmo a certeza de que vou, vou mesmo! Só falta comprar os bilhetes de avião e de autocarro, o que deverá acontecer até segunda-feira. (Já agora, pessoal que viaja pela TAP e/ou Portugália, pode-se levar bagagem de porão sem se pagar mais nada, não é?)

Este Erasmus Intensive Program vai acontecer, pelo terceiro ano, graças à parceria de cinco universidades europeias (Duisberg-Essen, Limerick, Lisboa, Liubliana e Osijek) e, provavelmente, este será o último. Por isso, estou mesmo contente por ter sido uma das seleccionadas de entre 27 participantes, ao todo! 

Vou viajar! Vou conhecer alunos alemães, irlandeses, eslovenos e croatas! Vou conhecer mais e mais e mais! Vou praticar o meu inglês! Vou conhecer Newcastle e os seus "geordies" (não os do reality show, óbvio)! Vou andar de aviãããão! E os custos de viagem, de pequenos-almoços e almoços serão garantidos pela organização do projecto!

As aulas vão ser dadas na biblioteca histórica Lit&Phil (última fotografia), fundada em 1837, que pertence à Literary and Philosophical Society of Newcastle upon Tyne. Não sei até que ponto é que não me vou desfalcar financeiramente no meio daquelas estantes, não sei, não...

Enfim, vai ser a minha recompensa depois de tanto esforços que tenho feito nos últimos meses, entre trabalho, faculdade, trabalho, faculdade (ironicamente, esta recompensa inclui mais 6 a 8 horas de aulas por dia, só que num país diferente - a prova em como sou mazé marada do juízo).

 

Hei-de ir dando notícias acerca dos preparativos!

Conheçam melhor o programa aqui.

 

Newcastle, não saias daí até eu chegar! Vemo-nos dia 27 de Julho!