Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

Procrastinar Também é Viver

Blogue sobre trivialidades, actualidades e outras nulidades.

who knew? i didn't!

Ouvi esta música, pela primeira vez, logo que saiu, em 2006. Rapidamente se tornou uma das minhas favoritas e, seis anos depois, continua a ocupar um lugar cativo no meu coração - se é que não foi ganhando cada vez mais significado com o passar do tempo! Hoje percebi, finalmente, que a Pink a escreveu em homenagem a um amigo seu que morreu por overdose, quando ela tinha cerca de doze anos. Também não cheguei a esta conclusão sozinha - ÓBVIO - mas sim porque andei a ler os comentários ao vídeo, no Youtube. Andei iludida durante uma data de anos, a pensar que era uma música de vreking up, quando, afinal, é sobre drogas. Shit, vou esquecer que li aquele comentário. Pelo menos, a minha versão era menos trágica.


 





Para mentes menos iluminadas, como é o caso da minha, passo a explicar o real significado do videoclipe: um rapaz e uma rapariga namoram; vão a uma feira e divertem-se; ele começa a sentir efeitos secundários e sente necessidade de consumir um pouco mais de droga; o rapaz deixa a rapariga à nora e foge do pé dela; *cena em que ele se injecta*; quando a namorada o encontra, ele já está morto (beija-o e devolve-lhe o colar que ele lhe havia oferecido); ela telefona a pedir ajuda. Possível significado do mergulho da Pink: o vazio e a sensação de desnorteamento, depois da morte do amigo.